MESQUITA - Há 73 dias, o “Mais Baixada’’ visitou o conjunto habitacional Tetracampeão, no Cosmorama, em Mesquita, após receber denúncias de moradores sobre falta de pavimentação e saneamento em 11 ruas do local. Na época, a prefeitura havia prometido que em apenas um mês e meio as obras seriam iniciadas. Os buracos, no entanto, continuam no mesmo lugar. A população, que respira futebol o ano todo, diz ter a sensação de que o jogo decisivo começou, mas todos ficaram no banco de reserva.

É o caso da dona de casa Juliana Farias, de 26 anos, moradora da Travessa Raí. Mãe de três filhos, ela enfrenta um pesadelo toda vez que desaba uma chuva forte na comunidade:

— Já acordamos com a nossa casa completamente alagada. Perdemos colchões, geladeira e um armário. Ninguém da prefeitura veio aqui para saber se a gente estava bem. É um descaso total — reclama Juliana.

Mas os problemas no Tetracampeão vão muito além dos alagamentos. O porteiro Jaderson de Oliveira, de 25 anos, disse que a única ação da prefeitura foi colocar restos de asfalto em algumas ruas. Como era um remendo, não teve bom resultado:

— Há umas duas semanas, um garoto do conjunto acabou se machucando ao cair numa cratera no meio da rua — lamentou ele: A gente dá sempre o nosso jeito enchendo os buracos com entulho, mas sem uma obra bem feita vamos continuar tapando o sol com a peneira. Sinceramente, se eu fosse jogador da seleção do Tetra teria vergonha de ser homenageado por um lugar como esse.


Via Jornal Extra
Caderno Mais Baixada
24/07/2015
MESQUITA - Nesta quinta-feira, 23 de julho, a equipe de apoio à região Metropolitana I, da secretaria de Estado de Saúde, realizou no auditório da Prefeitura de Mesquita o encontro sobre a qualificação das equipes de Saúde da Família para os municípios da Baixada Fluminense.

O objetivo do encontro é aprimorar a qualificação das equipes de atenção básicas dos municípios para melhoria da tecnologia do processo do trabalho. Os profissionais gestores da atenção básica precisam planejar, organizar, desenvolver e avaliar ações que respondam as necessidades da comunidade, na articulação de diversos setores envolvidos na prevenção de saúde.

“Esse trabalho visa qualificar os servidores,e buscando a melhoria dos serviços prestados reforçando as ações de prevenção e promoção da saúde”, disse Marcelo Rozzeto, diretor do setor de Atenção Básica de Mesquita.


Via PMM
24/07/2015
MESQUITA - Esta quinta-feira, 23 de julho, foi o primeiro dia da feira do Cosmorama, instalada na Avenida Cosmorama, entre as ruas Frahier e a Praça Deoclécio. A autorização para o comércio ao livre foi concedida pela Prefeitura de Mesquita, por meio da secretaria de Transporte, Trânsito e Ordem Pública.

Os moradores da região aprovaram a novidade. “Nós precisávamos dessa feira aqui no bairro fazia tempo”, comentou a moradora Sandra Santos. O prefeito Gelsinho Guerreiro e a deputada Daniele Guerreiro foram acompanhar o início das atividades no local.


Via PMM
24/07/2015
BAIXADA FLUMINENSE / RIO - Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas nesta quarta-feira durante roubos a cargas no Rio. Pela manhã, uma mulher e um policial foram baleados em assalto a uma van carregada com pacotes de cigarros, em Pilares, Zona Norte do Rio. Já à tarde, no km 199 da Rodovia Presidente Dutra, na entrada de Engenheiro Pedreira, Baixada Fluminense, um segurança da escolta de uma empresa foi morto durante ação de criminosos. 

Os recentes casos servem de alerta diante do aumento desses crimes. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública do Rio, entre janeiro e junho de 2015 foram registrados 3.394 roubos a cargas em todo o estado. O número é 31,29% maior se comparado com o mesmo período do ano passado. 

Em Pilares, logo nas primeiras horas do dia, bandidos chegaram em dois carros e renderam o motorista e o ajudante de uma van que entrega cigarros em comércio da região. 

Na fuga, segundo informações do 3º BPM (Méier), policiais que faziam patrulhamento na Rua Francisco Ziezze se depararam com o grupo, que mantinha reféns os dois funcionários da empresa. De imediato, os bandidos começaram a disparar e atingiram um dos policiais, Alan Carvalho Martins, na mão. Para se proteger, os PMs jogaram o carro na calçada. Um dos disparos ainda feriu, na virilha, Camila Pereira Marciel Henriques, que passava pela rua. 

Os reféns foram libertados e as vítimas, socorridas para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Enquanto o PM foi medicado e liberado, a estudante foi submetida a horas de cirurgia e seu estado de saúde era considerado grave até o fechamento desta edição. 

De acordo com a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), que investiga o caso, há suspeita de que os bandidos sejam do Morro do Engenho da Rainha, que costumam agir na região. À tarde, na Rodovia Presidente Dutra, um caminhão de carga foi roubado por bandidos fortemente armados.Hélio de Souza, de aproximadamente 50 anos, que fazia a escolta da mercadoria, foi atingido no tórax durante confronto. Ele foi levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas não resistiu ao ferimento. O conteúdo da carga roubada não foi informado.


Via O Dia
23/07/2015
BAIXADA FLUMINENSE - Os funcionários da unidade do centro de distribuição domiciliar Centenário dos Correios de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, paralisou ontem (22) as atividades por tempo indeterminado, deixando de entregar milhares de correspondências aos moradores da região.

Segundo nota dos Correios, a entrega de encomendas urgentes está sendo realizada normalmente por outras unidades. “A empresa estuda realização de mutirões para regularizar a entrega de objetos não urgentes.”

De acordo com o diretor do sindicato dos trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Sintect/RJ), Pedro Alexandre Santana, a unidade atende uma população de cerca 350 mil pessoas. O restante da população – cerca de 110 mil moradores – é atendida pela unidade de Vilar dos Teles, e não foi prejudicada.

Santana disse que a unidade Centenário paralisou porque há déficit de funcionários. Segundo ele, a distribuidora tem apenas 34 trabalhadores, quando deveria ter 57. Cerca de 35 mil cartas e correspondências são entregues por dia nesta unidade.

Os carteiros reivindicam melhores condições de trabalho, concurso público para preencher esse déficit de funcionários e uma solução para os problemas de falta de segurança. O vice-presidente do Sintect/RJ, Anisio Gomes, relatou que a qualidade do serviço está caindo por conta dessas dificuldades. “Isso tudo é um grito do trabalhador, que não aguenta mais o que está acontecendo”.

Gomes reclamou do grave problema de segurança pública enfrentado pelos carteiros, que já foram assaltados muitas vezes. “Nós temos sofrido muitos assaltos. Isso tem causado o afastamento de muitos trabalhadores, por motivos de síndrome do pânico. É um problema seríssimo". Segundo ele, a unidade de Vilar dos Teles também passa pela mesma situação. “É um problema que está afetando todo o estado”, acrescentou. 

O ex-carteiro Bismarck Martins, que trabalhou na unidade de Vilar dos Teles por três anos, relata que deixou o emprego por falta de condições adequadas de trabalho. Ele citou alguns dos problemas: “não tem funcionários suficientes para trabalhar, o prédio é velho e está quase caindo".

Os trabalhadores em greve estarão hoje (23) no edifício-sede dos Correios, no centro do Rio para tentar negociar as demandas da categoria.


Via EBC
RIO / BAIXADA FLUMINENSE - Levantamento inédito feito na plataforma Observatório de Homicídios do Instituto Igarapé aponta as 10 cidades do estado que mais registraram assassinatos entre 2008 e 2012, proporcionalmente. A Baixada Fluminense é a região com a maior quantidade de municípios na lista: Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo e São João do Meriti. Estão na lista ainda São Gonçalo, Volta Redonda, Petrópolis, Niterói, Campos dos Goytacazes e o Rio. 

Semana passada, o Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgou que o mês de junho teve o menor índice de homicídios desde 1991. Na Baixada, por exemplo, houve redução de 27,5% em comparação com o mesmo período do ano passado. Mesmo assim, as estatísticas do ano passado mostram que os índices ainda se assemelham aos registrados pelo Observatório. 

Para a pesquisadora do Igarapé, Michele dos Ramos, é necessário melhorar a qualidade das investigações e aumentar a elucidação dos crimes. “Há um perfil dos homicídios, não tem uma dispersão geográfica. Eles não acontecem em todas as regiões e sim, em algumas áreas. É preciso trabalhar com mais Inteligência. Esse é um tipo de abordagem que precisa ser desenvolvida”, afirma Michele. 

Os dados foram reunidos de forma inédita pelo site Observatório de Homicídios, recém-lançado pelo Instituto Igarapé. A coordenadora do projeto, Renata Gianini, explica que o estudo compila informações sobre crimes em 220 países e territórios. “É a maior base de dados publicados sobre homicídios intencionais. São situações de violência urbana, não há mortes de guerra”, explica Renata. Em duas semanas, será lançado relatório dos dados e a meta é incluir outros 36 países.


Via O Dia
Por Juliana Dal Piva
23/07/2015
Recursos são oriundos do pedágio e repassados pela Concessionária para as 36 cidades às margens da via Dutra
BAIXADA FLUMINENSE - Nos seis primeiros meses de 2015, a CCR NovaDutra foi responsável pelo repasse de R$27.368.475,90 para as 36 cidades às margens via Dutra, inclusive Belford Roxo. Trata-se do valor de ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) referente a 5% do valor bruto arrecadado das praças de pedágio instaladas na rodovia. 



O valor total, repassado mensalmente, é dividido entre as cidades proporcionalmente, conforme a participação de limite territorial, ou seja, de acordo com a quilometragem voltada para a rodovia. 



O Diretor da CCR NovaDutra, João Daniel Marques, ressalta o compromisso da Concessionária com as cidades que cortam a via Dutra. “Nossa missão vai além da administração da rodovia. Mais que prestar um serviço de qualidade aos usuários da rodovia, buscamos contribuir com o desenvolvimento das cidades lindeiras, por meio dos nossos programas de responsabilidade social e sustentabilidade e também pelo repasse de ISSQN cuja alíquota é máxima para todos os municípios”, enfatiza. 


Além do repasse de ISSQN, a CCR NovaDutra é comprometida, desde o início da concessão, em desenvolver e levar projetos ambientais, educativos e de saúde, além de apoiar diversos projetos esportivos e culturais nas cidades lindeiras à rodovia.

Via CCR 





BAIXADA FLUMINENSE - Não perca tempo. Amanhã, dia 23, é o último dia de matrícula nos cursos gratuitos de Qualificação Profissional da FAETEC. Os cerca de 90 mil sorteados na primeira fase do processo seletivo que desejam ingressar na Fundação devem comparecer, a partir das 8h da manhã, na secretaria da escola para a qual o candidato tiver concorrido e efetivar sua matrícula.

O resultado do sorteio pode ser conferido no site da Fundação (www.faetec.rj.gov.br). São necessários para a matrícula: certidão de nascimento, documento de identidade, comprovante de residência e comprovante de escolaridade compatível com o curso exigido, conforme o pré-requisito do curso pretendido. O candidato que não apresentar no ato da matricula a documentação exigida no edital perde direito à vaga.

Ao todo, 150 opções de Qualificação Profissional foram oferecidas para todo o estado. Entre eles,destaques para os cursos de Agente de Informações Turística, Assistente de Produção Audiovisual, Auxiliar Administrativo, Auxiliar Financeiro, Camareira em Meios de Hospedagem, Cozinheiro, Encanador Instalador Predial, Idiomas (Espanhol, Francês e Inglês), Montador e Reparador de Computadores, Soldador, Pintor Industrial, Inspetor de Solda, Mecânico de Automóveis, de Motocicletas e Autocad 3D.

Os cursos têm duração de 10 e 20 semanas e as aulas já começam no próximo dia 3 de agosto. Para quem não foi contemplado no sorteio, fique atento ao período de matrícula das vagas ociosas, que acontece entre os dias 24 e 29 de julho. Para obter mais informações, procure a unidade mais próxima ou acesse o site da FAETEC.


Via FAETEC
22/07/2015
OPORTUNIDADES - A Lojas Americanas está com inscrições abertas para o Programa de Trainee até o dia 22 de agosto. As vagas são para os cursos de Administração, Ciências Contábeis/Contabilidade, Comunicação Social, Economia, Engenharias, Estatística, e Relações Internacionais.

Para se candidatar é preciso ter no mínimo graduação completa, entre julho de 2013 e julho de 2015, inglês avançado e disponibilidade para mudança. Serão valorizadas características como empreendedorismo, dinamismo, iniciativa, visão analítica e capacidade de tomada de decisão. 

O processo seletivo inclui triagem curricular, provas on-line, dinâmicas de grupo e entrevistas com RH e diretoria. Os candidatos selecionados terão a oportunidade de vivenciar o cotidiano de uma das maiores e melhores empresas do mercado brasileiro.

As inscrições podem ser feitas pelo site trainees.lasa.com.br.

O Programa de Trainee

O Programa de Trainee da Lojas Americanas segue a linha job rotation, prática que permite maximizar o aproveitamento e o aprendizado do trainee dentro da Companhia, passando por diversas áreas a fim de conhecer os processos, as atividades e as especificidades do negócio. 

Durante o programa, os trainees também serão capacitados na metodologia Seis Sigma, uma ferramenta de desenvolvimento que tem o objetivo de melhorar processos e agregar valor ao negócio. Os trainees terão 80 horas de atividades com foco na geração de resultados para a companhia, se qualificando na categoria Green Belt. 

O programa oferece além de salário compatível com o mercado, benefícios como auxílio refeição, vale-transporte, plano de saúde, plano odontológico, seguro de vida e desconto em compra na Lojas Americanas.


Via Divulgação
22/07/2015



ECONOMIA - Ficarão isentos os contribuintes que ganham até R$ 1.903,98.
Medida irá afetar o IR declarado pelos contribuintes em 2016.

O governo publicou no "Diário Oficial da União" a lei que prevê um reajuste escalonado da tabela do Imposto de Renda. Os novos valores estavam em vigor desde abril deste ano, por meio de uma medida provisória que precisava ser aprovada pelo Legislativo.

Com o novo modelo, que tem correções diferentes para cada faixa de renda, ficarão isentos os contribuintes que ganham até R$ 1.903,98 – o equivalente a 11,49 milhões de pessoas. 

O reajuste de 6,5% na tabela valerá apenas para as duas primeiras faixas de renda (limite de isenção e a segunda faixa). Na terceira faixa de renda, o reajuste será de 5,5%. Na quarta e na quinta faixas de renda – para quem recebe salários maiores – a tabela do IR será reajustada, respectivamente, em 5% e 4,5%, pelo novo modelo.

Se a tabela fosse corrigida em 4,5% para todos os contribuintes, que era a proposta inicial do governo, quem ganhasse até R$ 1.868,22 neste ano não teria de prestar contas. Com o valor de R$ 1.903,98, a faixa de isentos é maior.

A nova tabela vale para o ano-calendário de 2015, ou seja, irá afetar o Imposto de Rendadeclarado pelos contribuintes em 2016.

A lei publicada nesta quarta-feira ainda traz um veto à isenção de PIS/Cofins para o óleo diesel.

O veto, segundo despacho da presidente, deve-se ao fato de "as medidas resultarem em renúncia de arrecadação", além de não terem sido apresentadas as estimativas de impacto e as devidas compensações financeiras.

Renúncia fiscal
Um reajuste maior na tabela do IRPF implicaria em uma renúncia fiscal maior para o governo, ou seja, menos recursos nos cofres públicos. O Executivo busca neste ano atingir uma meta de superávit primário (economia para pagar juros da dívida pública) de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB), ou R$ 66,3 bilhões, para todo o setor público.

A correção da tabela do IR em 4,5% neste ano, proposta original do governo, resultaria em uma renúncia fiscal de R$ 5 bilhões, segundo informações da Fazenda. O reajuste para toda a tabela de 6,5% implicaria em perdas de R$ 7 bilhões em 2015. Segundo o ministro da Fazenda Joaquim Levy, o novo formato de reajuste da tabela do IR implica em uma renúncia fiscal pouco acima de R$ 6 bilhões.

Ajuste nas contas
Nos últimos meses, para reequilibrar as contas públicas, que tiveram déficit primário inédito, o governo subiu tributos sobre combustíveis, automóveis, cosméticos, empréstimos e sobre a folha de pagamentos.

Além disso, informou que não faria mais repasses à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) – o que impactará a conta de luz, que, segundo analistas, pode ter aumento acima de 40% neste ano –, limitou benefícios sociais, como seguro-desemprego e abono salarial, e reduziu gastos de custeio e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Segundo o ministro Joaquim Levy, o governo vai "encontrar recursos ao longo do ano, sem deixar de cumprir a meta fiscal". "Certamente vamos encontrar meios na nossa programação financeira. Sem deixar de cumprir nossa meta, vamos fazer o esforço necessário para permitir esse movimento", declarou ele.

Via G1
22/07/2015