MESQUITA - No início da manhã deste domingo (19), policiais adentraram na Comunidade da Coreia, em Mesquita, com o intuito de diminuir a ação criminosa na região.
Assim que os policiais entraram na comunidade, foram recebido a tiros, onde os mesmo revidaram a agressão.

Durante o conflito, os policiais atingiram um elemento,com ele foi encontrado farta quantidade de drogas (150 pinos de cocaína e 75 trouxinhas de maconha) o mesmo foi socorrido de imediato para o HGNI, não resistindo aos ferimentos vindo a óbito.

O ocorrência foi registrada na 52ªDP (Nova Iguaçu).


Via Notícias de Mesquita
HORÁRIO DE VERÃO  - Após os quatro meses em vigor, termina à 0h deste domingo (19) o horário de verão. Quem estiver nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve atrasar os seus relógios em uma hora.

O horário de verão começou a valer em 16 de outubro do ano passado. O objetivo da medida é permitir um aproveitamento maior da luz solar durante o verão, e reduzir o consumo de energia em um dos horários de pico de demanda, que ocorre por volta de 18h.

A previsão do Ministério de Minas e Energia era que o horário de verão 2016/2017 mantivesse a média de redução do consumo no horário de pico em 4,5% e diminuísse em 0,5% o consumo geral de energia. O balanço final da economia durante esses meses, no entanto, só será divulgado na próxima semana.

Apesar de parecer pouco, a energia que deixa de ser consumida nesse período é suficiente para atender a uma cidade como Brasília, que tem 2,8 milhões de habitantes.

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932, pelo então presidente Getúlio Vargas. Sua versão de estreia durou quase meio ano - de 3 de outubro de 1931 a 31 de março de 1932. No verão seguinte, a medida foi reeditada e durou o mesmo tempo da primeira versão.

Desde 1985, o horário de verão vigorou no país todos os anos, mas no passado houve anos em que a medida não foi adotada. A duração também varia, mas, em média, tem sido de 120 dias nos últimos 20 anos. A partir de um decreto 2008, o horário de verão passou a ter caráter permanente.

Em 2016/2017, o horário de verão foi adotado nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo, além do Distrito Federal.

O horário de verão de 2017/2018 começa no dia 15 de outubro.

Via G1
Esse é o terceiro crime sofrido pelo comunidade em pouco mais de um ano (Foto: Lélio Neto/Conecta Baixada)
MESQUITA - A Igreja Nossa Senhora das Graças, no centro de Mesquita, foi alvo de mais um ataque no início da tarde dessa quarta-feira (15). Aproveitando uma brecha na segurança, uma janela quebrada pelas fortes chuvas nos últimos dias, criminosos tiveram acesso à nave da igreja. Os autores se dirigiram ao sacrário da paróquia (lugar onde se guardam objetos sagrados), que foi arrombado. Nele estava uma âmbula, levada pelos bandidos.

Pe. Alexandre, pároco da igreja, cogita duas hipóteses para o crime. Uma é a cor dourada do utensílio, que poderia ter induzido os bandidos a crer que o objeto seja de ouro. Para ele, outra motivação plausível é intolerância religiosa. “Contamos com vocês para lutarmos juntos contra o ódio. E a única forma de ganhar esta batalha é espalhando amor”, disse em nota oficial divulgada pela pastoral.

Esse é o terceiro crime sofrido pela comunidade em pouco mais de um ano. No primeiro, em janeiro passado, aproximadamente R$ 10 mil reais em espécie foram levados. Na segunda invasão, instrumentos musicais foram revirados, mas nada o assalto não se concretizou.

Uma missa de reparação será realizada no dia 26, às 9h. A celebração será presidida pelo bispo Dom Luciano. Por conta da greve na Polícia Civil, o crime ainda não foi registrado.

Via Conecta Baixada

MESQUITA - Moradores da R. Aloísio Pinto Barros na tarde desta terça-feira(14), desconfiaram de um veículo abandonado próximo a um supermercado no centro de Mesquita.

Policiais foram acionados e descobriram que dentro e mala do veículo (Nissan March), teria um corpo. A perícia chegou no local e verificou que o veículo com placa de Belo Horizonte-MG, constava como roubado. Dentro do veículo também foi encontrado documentos de um senhor e de uma moto (Honda biz) com placa de Nilópolis que não constava como roubada.

O corpo que já estava em estado de decomposição era de um jovem moreno e havia marcas de tiros no rosto e no peito.

A DHBF realizou a perícia no local e informou que tentaram prejudicar os trabalhos da polícia, espalhando um tipo de pó negro na tampa da mala e no corpo encontrado.

Via Plantão Mesquita
Foto: Plantão Mesquita
Ana Paula amamentou um recém-nascido que ia ser abandonado - Guilherme Pinto / Extra 
MESQUITA / NOVA IGUAÇU - A capitão Ana Paula Moutinho, de 37 anos, do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), foi presa administrativamente, nesta sexta-feira, por incitar a greve da Polícia Militar do Rio de Janeiro usando seu perfil em uma rede social. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, ela postou "mensagens agressivas à sociedade".

A decisão pela prisão da policial partiu do comando de seu batalhão, seguindo o regulamento de disciplina da corporação. Ana Paula ficará detida por 72 horas, até o próximo domingo, no 20º BPM (Mesquita), na Baixada Fluminense.

Em sua publicação no Facebook, a capitã mostra fotos de comentários de internautas pedindo que agentes da Polícia Militar não abandonassem a população. Em resposta, Ana Paula declarou: "Só cuidaremos dos nossos! Fujam pras colinas".

Em nota, a Polícia Militar explicou o caso. Leia:

"Uma policial militar, lotada no 31º BPM, foi presa administrativamente, hoje (09/02), por incitar a greve da PMERJ e postar mensagens agressivas à sociedade, em seu perfil do Facebook. A policial ficará detida por um período de 72 horas (até domingo).O comandante do 31º BPM tomou a medida, de acordo com Regulamento Disciplinar da Polícia Militar".

A capitã ficou conhecida pelo público em outubro do ano passado, quando amamentou um bebê durante uma ocorrência, na comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. Na época, a policial havia acabado de se tornar mãe. Ao chegar no local, ela encontrou a mulher, que aparentava cerca de 30 anos e estava visivelmente transtornada. Ela dizia que pretendia dar o bebê ou abandoná-lo.

Ana Paula tentou convencê-la a buscar um parente que pudesse ficar com a guarda. Nesse meio tempo, ela amamentou o recém-nascido. O caso foi publicado em uma rede social, onde fez sucesso.
Via G1
Por Ana Carolina Torres 
e Fabrício Provenzano
MESQUITA - O governo de Mesquita está investindo na qualificação profissional de seus servidores e, ao mesmo tempo, melhorando a vida das pessoas que solicitam serviços na prefeitura. Começou nesta semana o treinamento com os servidores sobre o funcionamento do novo sistema de protocolo da administração do município. Antes feito manualmente, ele iniciará um processo de digitalização já nesta segunda-feira, dia 13 de fevereiro.

Inicialmente, o sistema só estará informatizado para lidar com questões internas. Como, por exemplo, pedidos de licenças realizados por servidores. “A mudança vai beneficiar tanto os nossos funcionários quanto os contribuintes. Nós teremos acesso a esses processos de qualquer computador ou dispositivo móvel, a partir da nossa senha. E os contribuintes poderão saber se está tudo correto ou se há alguma pendência sem precisar ir à prefeitura”, explica Alexandre Alves Ferraz, subsecretário de Administração de Mesquita.

Além de agilizar o trabalho e garantir mais comodidade ao contribuinte, o novo sistema também ajudará o governo a reduzir os custos. “Antes, era preciso descobrir onde o processo estava e isso, além de cansativo, atrasava a resolução de várias questões. Depois que o sistema estiver implantado integralmente, bastará digitar o número do processo para descobrir informações a respeito dele”, exemplifica Ronald Henrique Ferreira de Almeida, subsecretário de Tecnologia da Informação de Mesquita. Entre outras situações, o novo sistema facilitará a vida de quem desejar entrar com um pedido de redução do valor de IPTU na cidade.

Via PMM
O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, que teve o mandato cassado
RIO DE JANEIRO - O TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) cassou nesta quarta (8) os mandatos do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do vice-governador, Francisco Dornelles (PP), por abuso de poder econômico e político. Como ainda cabe recurso ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a decisão não tem efeito por enquanto.

A cassação, caso confirmada pelo TSE, deixa Pezão e Dornelles inelegíveis por oito anos. O TRE-RJ determinou ainda que sejam realizadas eleições diretas para a chefia do Executivo do Estado. 

Francisco Dornelles, vice-governador do Rio
A decisão do tribunal regional foi por maioria dos votos. Segundo nota divulgada pelo órgão, "o abuso de poder econômico e político ficou configurado uma vez que o Governo do Estado do Rio de Janeiro concedeu benefícios financeiros a empresas como contrapartida a posteriores doações para a campanha do então candidato Pezão e de seu vice." 

Em seu voto, o desembargador Marco Couto, afirmou que "restou comprovado que contratos administrativos milionários foram celebrados em troca de doação de campanha".

Em nota, a assessoria de imprensa do governo do Rio informou que, "quando for publicada a decisão, o governador Luiz Fernando Pezão e o vice-governador Francisco Dornelles vão entrar com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)."


Via Uol

RIO DE JANEIRO - A assessoria da Polícia Militar do Rio informou, após contato do EXTRA, que são falsos os comunicados atribuídos à corporação que vêm circulando pelas redes sociais. Num deles, uma falsa reprodução do boletim interno da PM, um texto supostamente assinado pelo comandante-geral, coronel Wolney Dias, avisa sobre uma “greve geral lícita” a ser iniciada na próxima sexta-feira, data a partir da qual a população deveria evitar “de sair as ruas”.

Na página oficial da corporação no Facebook, uma nota classifica protestos como “legítimos”, mas pede que a tropa busque “a melhor forma de reivindicar nossos direitos”. “Paralisar um serviço essencial afeta toda a população, incluindo nossas famílias. A quem interessa a barbárie?”, continua o texto.

Por meio de grupos no WhatsApp, parentes de policiais militares do Rio estão organizando um protesto como forma de cobrar o pagamento do 13º salário, do RAS e de metas alcançadas em 2015 devidos aos servidores. Nas trocas de mensagens, eles estão divididos por batalhões. A ideia é que cada grupo chegue cedo a uma determinada unidade para impedir a saída dos agentes para o expediente de serviço, semelhante ao que aconteceu no Espírito Santo, no último fim de semana.

Segundo pessoas que estão planejando o ato, a ideia é protestar em frente a todos os batalhões do estado. A manifestação aconteceria a partir da manhã da próxima sexta-feira. Em função do regimento interno, os militares não podem fazer greve.

Veja a íntegra da nota divulgada pela PM:

“A violência é um grave problema da nossa sociedade. Dentro desse contexto, sabemos que o Rio de Janeiro possui peculiaridades na área da Segurança Pública, só encontradas aqui. Nós, policiais militares, atuamos diuturnamente nesse cenário e sabemos agir nos casos extremos. A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro é a Instituição que garante a “civilidade”, o ir e vir, o trânsito de pessoas. Só nós conhecemos a realidade nua e crua do dia a dia de policiamento. No entanto, é preciso pensar que o impacto da nossa ausência poderá recair sobre nossos ombros, sobre nossas famílias. A nossa falta causaria males incalculáveis e irreparáveis. Temos a certeza que passamos por um momento muito delicado, mas é preciso avaliar as consequências dos nossos atos. Protestos são legítimos, mas precisamos buscar a melhor forma de reivindicar nossos direitos. Paralisar um serviço essencial afeta toda a população, incluindo nossas famílias. A quem interessa a barbárie?#ValorizeQuemteProtege #ServireProtege”



Via Extra

MESQUITA - Na manhã desta terça-feira (07), por volta das 11 horas, um caminhão da empresa JSL S/A, que transportava carga da Sadia, estava sendo saqueada na comunidade do Sebinho, em Mesquita. De imediato os policiais do 20º BPM (Mesquita), se adentraram na comunidade onde recuperaram o caminhão. O caminhão havia sido roubado na Rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, na altura do Restaurante Rei do Bacalhau. Ninguém foi preso.

Via Notícias de Mesquita
MESQUITA - A prefeitura de Mesquita voltou a emitir, esta semana, o cartão Vale Social através da Diretoria de Políticas de Direitos Humanos, ligada a secretaria de Assistência Social, na sede da administração. O cartão Vale Social é um benefício da Setrans (Secretaria do Estado de Transportes) para as pessoas com deficiência física, sensorial e intelectual ou doentes crônicos se transportarem nos ônibus intermunicipais.

Mesquita se tornou um polo de cadastro, entrega de formulários e do cartão Vale Social para os deficientes ou doentes crônicos e do cartão Vale Social. Os deficientes ou doentes crônicos podem ir até ao prédio da prefeitura na Rua Arthur de Oliveira Vecchi, 120 – Centro de 9 às 17 horas, com um documento de identificação.

Via PMM