NILÓPOLIS / MESQUITA - A Defensoria Pública pediu à Prefeitura de Nilópolis que apresente documentos comprovando a necessidade da instalação de barreiras nos limites com outras cidades. Na última quinta-feira, o município começou a colocar em prática o plano de fechar os seus acessos, na tentativa de diminuir o número de assaltos. Nesta segunda-feira, defensores públicos visitaram as pontes onde o prefeito Alessandro Calazans prometeu instalar mais bloqueios de concreto.

— Esse ato agride, diretamente, duas leis federais: o Estatuto das Cidades e o Plano Nacional de Mobilidade Urbana. Nós vamos recomendar ao município a retirada das barreiras — afirmou o defensor Antônio Carlos de Oliveira, coordenador da Defensoria Pública na Baixada.

Ele e a defensora Fabíula Gonzalez, coordenadora em Nilópolis, visitaram a Ponte Inácio Serra, que fica na divisa entre Nilópolis e Chatuba, em Mesquita; a Ponte Azul, no limite com o município do Rio, e um acesso clandestino à Via Light. Na Chatuba, os obstáculos feitos de concreto ainda estão caídos sobre a ponte, após terem sido derrubados por moradores na quinta-feira.

— Queremos saber que lei, decreto ou portaria deu origem a essas barreiras — questionou a defensora Fabíula Gonzalez.

A Defensoria poderá recorrer à Justiça para obrigar a retirada caso a prefeitura nõa acate a recomendação. Moradora de Nilópolis, a dona de casa Valéria Cristina Silvia dos Santos, de 51 anos, acompanhou a visita:

— Vou ao mercado, à igreja, à padaria, tudo na Chatuba. Quem mora aqui transita nos dois lados. Por que o prefeito não se preocupa com a falta de médicos ou com esse rio cheio de lixo?

Apesar de terem impedido a Prefeitura de Nilópolis de fechar o acesso na Ponte Inácio Serra, moradores da Chatuba temem que o governo municipal volte ao local para instalar as barreiras.

— Meu pai é deficiente e tenho um vizinho cadeirante. Com essa barreira, vamos ter que andar mais dois quilômetros para ir a Nilópolis — reclamou o eletricista Fabiano Vieira, de 36 anos.

O defensor público Antônio Carlos de Oliveira disse que o fechamento das vias causa segregação:

— Se fechar, como a Samu e os bombeiros vão entrar?

O vereador Marcelo Biriba, de Mesquita, deu entrada numa representação no Ministério Público contra a conduta do prefeito.

Em nota, a Prefeitura de Nilópolis informou que não recebeu oficialmente nenhuma solicitação nem recomendação da Defensoria Pública. Acrescentou que o prefeito Alessandro Calazans acredita nos fundamentos legais da decisão de fechar os pontos de acesso que servem como rotas de fuga de bandidos que praticam crimes na cidade. Afirmou também que legislar sobre trânsito é competência do município.

Sobre a colocação de barreiras em acessos clandestinos da Via Light, no bairro Paiol, o DER — que administra a via — disse que vai enviar uma equipe para verificar as condições da instalação.

Confira as respostas na íntegra:

Prefeitura de Nilópolis

Ate o presente momento, a prefeitura não recebeu oficialmente nenhuma solicitação da Defensoria Pública, nem mesmo recomendação. O prefeito Alessandro Calazans acredita nos fundamentos legais da decisão de fechar pontos de acesso que servem apenas para rota de fuga de bandidos e traficantes que vem ao município praticar seus crimes. Entende também, baseado na constituição, que a prerrogativa de legislar sobre trânsito é competência do município mesmo assim em momento nenhum está sendo cerceado o direito de ir e vir. A decisão visa tão somente ampliar a cobertura de segurança – mesmo sendo uma obrigação do estado – dos moradores de Nilópolis, município pelo qual Alessandro Calazans foi eleito para governar.

DER

A colocação de barreiras pela Prefeitura de Nilópolis, em local próximo a Via Light, conforme mencionado, se não interfere na faixa de domínio da rodovia, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) não tem qualquer ingerência na questão. Uma equipe do órgão será enviada ao local para verificar as condições da instalação.

Via Extra
24/05/2016
MESQUITA - Moradores de Mesquita se assustaram na manhã de ontem ao ver os comércios da Avenida União, no bairro Santa Terezinha, com as portas fechadas. Segundo relatos, a ordem de fechar as portas teria partido de traficantes, em resposta a morte de um jovem identificado como Iuri Anderson de Paula de Souza, de 19 anos, durante confronto com policiais militares do 20º BPM (Mesquita), na noite de domingo (23).

Na ocasião, PMs cumpriam uma ordem de repressão a realização de um baile funk na comunidade da Chatuba. Ao chegar a Rua Tupã, a equipe deparou-se com um grupo de traficantes, que abriu fogo contra a viatura. Então os policiais revidaram e acabaram atingindo Iuri. Ele foi socorrido e levado para a UPA de Edson Passos, mas não resistiu.

Outros dois suspeitos foram detidos e conduzidos a Central de flagrantes da 53ª DP (Mesquita). Eles foram identificados como Jonatã da Silva do Nascimento, 19 anos, e Ruan Félix Farias, 22. Com eles foi apreendida uma pistola calibre 9 mm, um carregador com 10 munições intactas, R$ 266,00 em espécie, um rádio transmissor e 104 trouxinhas de maconha.

O Jornal entrou em contato com o batalhão para saber detalhes sobre a ordem de fechar o comércio, mas até o fechamento desta edição não havia recebido resposta.

Via Jornal de Hoje
23/05/2016
MESQUITA - Mesquita ganhou neste sábado, dia 21, sua 38ª unidade escolar da rede municipal totalmente reestruturada. Trata-se do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Maria Clara Machado, que fica na Rua Castro Alves 119, na Chatuba, e vai atender a 120 crianças com idades entre 2 e 5 anos. A unidade funciona em horário integral, das 7h às 17h, e foi reaberta depois de uma reforma geral para atender ao pedido das mães da comunidade, que precisam trabalhar e não tinham onde deixar os filhos.

Ao inaugurar a creche ao lado do prefeito Gelsinho Guerreiro, da secretária Adjunta de Educação, Áurea Lobo e de vereadores, a secretária de Educação Alessandra Fernandes ressaltou alguns dos avanços que Mesquita vem conquistando no setor, principalmente na Educação Infantil, onde ocupa lugar de referência na Baixada. “Temos conseguido inaugurar novas creches e investir na melhoria do sistema educacional de nossas crianças, reformando e reequipando várias escolas municipais”, destacou a secretária.

Já a secretária adjunta, Áurea Lobo, lembrou que a cidade vem crescendo em termos de investimento educacional e ganhado destaque em vários aspectos, inclusive na Educação Especial. A diretora Rita de Cássia da Silva agradeceu a presença de todos e o carinho com que os funcionários tratam os alunos. “Aqui nos tornamos um família e criamos vínculos com as crianças e com os responsáveis”. A unidade conta com cinco salas para as crianças, refeitório, banheiros adaptados para os pequenos, jardim e parque infantil. No local são servidas quatro refeições ao longo do dia e além das atividades didáticas e das brincadeiras há também local de repouso.

Antes da oficialização da inauguração, as mães assistiram apresentações musicais dos alunos e participaram de brincadeiras e sorteios de brindes. “Estou muito satisfeita em ter uma creche como essa para deixar meu filho de dois anos e quatro meses para poder trabalhar e ajudar no sustento da minha casa”, contou a auxiliar administrativa Karina Rafaela de Oliveira, de 23 anos.

Via PMM
23/05/2016
MESQUITA - A 4ª edição da Corrida do Trabalhador de Mesquita foi realizada neste sábado dia 21, com a participação de 470 inscritos. O evento, que já entrou para o calendário oficial da cidade, atraiu corredores de vários pontos do Rio e até de outros estados, sem falar nos atletas do município que também disputaram o percurso de seis quilômetros e foram premiados nas categorias masculino e feminino. O prefeito da cidade, Gelsinho Guerreiro e secretários municipais acompanharam a corrida.

A atleta Jéssica Madeira Soares, de 22 anos, natural da cidade de Ubá, Minas Gerais, venceu na categoria Feminina/Geral pela segunda vez consecutiva. “Fico muito orgulhosa em saber que meu treinamento está correto e que meu desempenho está ficando melhor a cada dia. Estou muito feliz por isso”, disse a atleta. O segundo lugar ficou com Gisele Barros e o terceiro com Ana Paula Nascimento.

Entre as atletas de Mesquita subiu ao primeiro lugar do pódio Glauciele de Oliveira, de 19 anos. Ela venceu a prova pela quarta vez. “Corro há sete anos e estou emocionada em vencer dentro da minha cidade pela quarta vez”, contou a atleta, exibindo o troféu, medalha e com a TV de 43 polegadas. A segunda colocação na categoria Feminina/Mesquita ficou com Rita de Cássia Ramos, que representou a Vila Olímpica da cidade e o terceiro lugar com Débora Ramos.

Já o vencedor da categoria Masculino/Geral foi o atleta profissional Elieser Jesus Santos, de 42 anos, nascido em Teresópolis, na Região Serrana. Feliz com o tempo de 18 minutos e 34 segundos que levou para concluir o percurso, ele disse que a disputa serviu como um treinamento para a Maratona Internacional do Rio, que será semana que vem. Em segundo e terceiro ficaram Claudinei Pereira e José Ricardo da Silva, respectivamente.

Entre os vencedores do Masculino/Mesquita estavam Josias Nepomuceno, de 29 anos, corredor há 14 anos, Marcelo Figueiredo, que ficou com a segunda colocação e Silvio Lucena, terceiro lugar na prova.

Os vencedores receberam TVs de LED, notebooks e bicicletas. A corrida que foi organizada pela secretaria de Esportes, em parceria com as secretarias de Transportes e Trânsito, Defesa Civil, Segurança Pública, Saúde e com apoio de toda a Guarda Municipal, transcorreu sem incidentes. Segundo o diretor de Esportes, Tadeu Wergnaude, foram cinco pontos de hidratação para os corredores, que também ganharam medalhas de participação e frutas ao final do percurso.

Via PMM
23/05/2016
MESQUITA - Cerca de 80 moradores da Rua Inácio Serra, na Chatuba de Mesquita, Baixada Fluminense, retiraram as barreiras de concreto colocadas pela Prefeitura de Nilópolis, no limite dos dois municípios. Eles não apoiam a medida tomada pelo prefeito Alessandro Calazans (PMDB), que tem como objetivo diminuir o número de roubos na cidade em que governa.

Em entrevista ao EXTRA, na semana passada, Calazans disse: “minha ideia é transformar Nilópolis em um condomínio fechado”. A cidade também faz divisa com São João de Meriti e Anchieta, na Zona Norte do Rio.

O filho da dona de casa Adriani Pereira, de 24 anos, moradora de Mesquita, estuda em Nilópolis e, de acordo com ela, com o acesso fechado, o trajeto ficou mais longo:

— Levo ele de carro. Com o fechamento da ponte, o caminho ficou maior e mais demorado.

Outro morador, que não quis se identificar, disse que o local é usado como ponto de observação do tráfico à noite e que a medida acabaria com o movimento de bandidos, que passam pela região com carros e motos roubadas.

Policiais do 20º BPM (Mesquita) estiveram no local para evitar confrontos.

Fonte: Extra
Por: Kleber Júnior
20/05/2016
MESQUITA - Crianças com idades entre 4 e 6 anos, que cursam o ciclo de Educação Infantil da Escola Municipal Manoel Reis, em Edson Passos, participaram nesta quinta-feira, dia 19, do encerramento do Projeto Curumim. Desenvolvido pela Prefeitura de Mesquita, por intermédio da Coordenadoria de Direitos Humanos e Igualdade Racial, que é vinculada a secretaria de Governo e Planejamento, o projeto visa mostrar aos alunos a importância da cultura indígena na formação da identidade cultural do Brasil.

Segundo o coordenador da Igualdade Racial, Carlos Alberto Penha, a ideia é esclarecer sobre a contribuição indígena, mostrar costumes das tribos que ainda existem no país e reduzir o preconceito. “Nós mostramos cartazes e slides sobre os índios, falamos na história, na chegada dos negros escravos e na importância que o negro também teve durante a colonização portuguesa”, destacou.

A palestra foi ministrada pelo professor de História, Antônio Carlos Tuna que iniciou o projeto no Ciep Municipalizado Padre Nino Miraldi, em Santo Elias, e percorreu várias escolas, como a Creche Curumim e a Escola Municipal Santos Dumont. ‘Mostramos o que eles cultivavam, suas crenças, moradias, hábitos e esclarecemos aos alunos a contribuição deixada pelos índios para nossa identidade cultural”, destacou.

Via PMM
19/05/2016
MESQUITA - Nesta quarta-feira, dia 18, os novos integrantes do Conselho de Assistência Social de Mesquita tomaram posse para um mandato de dois anos. A cerimônia aconteceu no Auditório Zelito Viana, que fica na sede da prefeitura, no Centro da cidade.

O Conselho é formado por 17 integrantes, entre representantes do governo e da sociedade civil, que irão deliberar, fiscalizar e exercer o controle das políticas de assistência social aplicadas no município. “Vamos trabalhar para garantir a efetividade das políticas desenvolvidas”, frisou Carla de Paula, presidente do novo Conselho.

O secretário de Assistência Social de Mesquita, Rogério Sant’anna, ressaltou que a prefeitura conta com a participação dos novos empossados na elaboração e aplicação de mais ações de assistência social na cidade. “O governo municipal espera que o Conselho tenha uma gestão atuante. Os munícipes agradecem”, concluiu.


Via PMM
19/05/2016
MESQUITA - A Prefeitura de Mesquita, por meio da secretaria de Educação (Semed), realizou nesta quarta-feira, 18 de maio, no Centro Cultural Mister Watkins, o II Encontro dos Conselhos Escolares da cidade, com a palestra ‘Desafios ao processo de democratização: Conselho Escolar para quê?’, do professor da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Allan Rocha Damasceno.

O segundo encontro foi uma continuidade da ação iniciada em maio de 2015, segundo a coordenadora do Conselho Escolar de Mesquita, Maria José Paiva. O evento teve como objetivo dinamizar, movimentar, expandir e fortalecer mais as ações da coordenação dos conselhos escolares da rede, além de somar esforços para evidenciar a visibilidade dos princípios democráticos como elementos fundamentais para consolidação das gestões participativas nas escolas.

A conselheira do segmento pais de alunos, Liliam Souza, da Creche Marlene Perez, saiu do evento satisfeita com tudo que ouviu. “Esse tipo de encontro é fundamental, pois nos instiga a lutar por uma educação de qualidade e querer o melhor para nossos filhos e alunos”, disse.

Via PMM
19/05/2016
MESQUITA - Os servidores municipais de Mesquita, concursados ou comissionados, podem ter acesso a uma série de vantagens por meio do Clube de Assistência dos Servidores Públicos (Clasp). Quem decidir se associar à instituição poderá aproveitar diversos descontos e opções exclusivas de lazer e entretenimento.

Por meio de um convênio celebrado com a Prefeitura de Mesquita, o Clasp oferece aos servidores uma rede credenciada de benefícios com descontos em operadoras de turismo, atendimento jurídico, universidades e cursos, autoescolas, restaurantes, seguros em geral, planos de saúde, além de hotéis e pousadas no Brasil e em Portugal.

A instituição tem ainda uma parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc). Presente em todos os estados brasileiros, o Sesc promove ações nos campos da Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência Social. O associado poderá usufruir as dependências, serviços de colônia de férias, entre outros.

A associação ao Clasp é facultativa e voluntária e acarretará um desconto mensal diretamente em folha no valor de R$ 34,50 ao servidor, que poderá incluir até seis dependentes. Todas as vantagens oferecidas estão presentes no manual do associado, entregue no ato da adesão ao convênio. Para mais informações, entre em contato com o Clasp pelo telefone 3199-9100.

Via PMM
19/05/2016
MESQUITA - Centenas de pessoas passaram pelo sede do 20ºBPM nesta quarta-feira, dia 18, para participar da ação social promovida pela Prefeitura de Mesquita, em parceria com o órgão, em Cruzeiro do Sul. Durante o evento, que começou às 9h e se estendeu até às 16h, o público teve acesso a diversos serviços de saúde, beleza, balcão de empregos e orientações sobre combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya e roedores.

“Meu marido é funcionário aqui do batalhão e me avisou sobre a ação. Já medi minha pressão e taxa de glicose e aproveitei para fazer as sobrancelhas”, contou a dona de casa, Sandra Gonçalves Pacheco. Crianças, idosos e doentes crônicos tiveram acesso a vacinação do H1N1.

As esteticistas também não pararam, realizando design de sobrancelhas e cortes de cabelo. A equipe da secretaria de Meio Ambiente e Agricultura levou cartazes e maquetes para ressaltar a importância de aderir à coleta seletiva no município como meio de preservação ambiental. “Estamos explicando para as pessoas como é importante separar o lixo e facilitar a coleta seletiva feita pela cooperativa”, explicou a gerente da Divisão de Coleta Seletiva, Joelma Machado.

Outra tenda bastante procurada foi a da Vigilância Sanitária, coordenada pelo diretor de Vigilância Ambiental, Sanitária e Controle de Zoonoses, Benedito Pinto. No local agentes distribuíram material explicativo sobre dengue, ratos e sobre as doenças causadas por vetores.

A coordenadoria de Diversidade Sexual fez a entrega de preservativos e a conscientização sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e Aids. No serviço prestado pela Ouvidoria Municipal foram agendadas visitas dentro do projeto Melhor Amigo do Homem, que castra animais de rua e cachorros e gatos cujos donos comprovem não ter condições de realizar o procedimento. Durante a ação foram oferecidos ainda serviços da Junta Militar, do programa Saúde do Trabalhador e dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), entre outros.

Via PMM
19/05/2016